Pular para o conteúdo principal

Postagens

Memory bear - Um carinho especial

Bebês crescem rápido perdendo as roupas. Doe o que puder, mas no caso de nossos filhos, sempre separamos uma roupinha que foi especial de alguma forma ou em algum momento. A última novidade é transformar essa roupa especial em urso de recordação ou “memory bears” como são chamados no exterior.
Separe o seu! Pode ser um macacão ( mangas e pernas compridas) ou um conjunto de blusa e calça comprida. Não pode ser de malha de tricô, porque desfia.
Essa ideia é bem legal e é uma forma de transformar e reutilizar a roupinha preferida do seu filho, transformando-a num fiel amigo ou utilizado para a decoração do quarto.
(fotos ilustrativas)




Postagens recentes

Extensor de Body

Em tempos de economia, precisamos repensar nosso consumo.
Bebês crescem rápido, não é mesmo?
Então, se podemos aproveitar o máximo as roupas deles, melhor!

Estou trabalhando com extensores de body - o bebê cresce e o body cresce junto!

Temos kit com 6 unidades ( com 2 ou 3 botões) - R$20,00 com estampas variadas em tricoline 100%algodão

Temos unidades sem estampas ( rosa, amarelo, branco) em algodão - R$ 5,00 cada.
com 2 ou 3 botões.



Urso "Memória do bebê"

Estive sumida, mas cheguei com novidade!
Bebês crescem rápido perdendo as roupas. Doe o que puder, mas no caso de nossos filhos, sempre separamos uma roupinha que foi especial de alguma forma ou em algum momento. A última novidade é transformar essa roupa especial em urso de recordação ou “memory bears” como são chamados no exterior. Separe o seu! Pode ser um macacão ( mangas e pernas compridas) ou um conjunto de blusa e calça comprida. Não pode ser de malha de tricô, porque desfia. Essa ideia é bem legal e  é uma forma de transformar e reutilizar a roupinha preferida do seu filho, transformando-a num fiel amigo ou utilizado para a decoração do quarto.







Aniversário

Maflé Baby está aniversariando neste mês de Março!
Um ano acarinhando mães e filhos!
Para comemorar essa data, vem chegando novos produtos, novas ideias...
Espero que gostem!
Agradeço a todos os cliente, parceiros e amigos por terem feito parte desse começo!

Quando o bebê "não quer" o sling

Tenho visto, nesse meu contato direto com a mãe e o bebê, que em algumas raras situações, ocorre uma dificuldade de adaptação do bebê com o Sling.

Uns acham que é o bebê que tem personalidade própria e não curte ficar apertadinho, outros acham que o bebê é nervoso, outros que é falta de paciência de quem vai carregar, ou mesmo nervoso/medo...

Nas minhas leituras sobre slings, babywearing, exterogestação, encontrei esse texto abaixo que pode ajudar muito...


Bebê que não quer se enrolar no slign 

RN que não quer se enrolar, não quer ficar de cócoras. ( Conversa com B. Da Sling-se, virou post aqui)
Vários fatores:
Foi habituado a ficar muito com as costas retas;
Algum stress no corpo – alguma tensão, uma memória no corpo, um habito que o bebê criou de ficar reto nos braços, da pessoa carregar o bebê de forma errada.
Infelizmente o berço e a cadeirinha não são fisiológicos – o berço é reto, a cama é plana, a cadeirinha empurra muito o peso do bebê para a bacia de forma que não fica em form…

Da Série: O meu sling é seguro?

Tenho ouvido muitas dúvidas a respeito da segurança do sling. Eu trabalho apenas com o Wrap e indico mais ele pela forma  que é distribuído o peso do bebê junto ao corpo da mãe. Mas, o Pouch e o Ring também são queridos por muitas mães e pais, por diversos motivos.

O importante de tudo é saber, independente do modelo, se é seguro ou não. E o que fazer para usar e abusar da segurança dele, utilizando da forma correta.
Qualquer sling deve segurar seu bebê da mesma maneira que você seguraria em seus braços ( os carregadores que usamos nas costas saõ uma excecção, a não ser que você tenha braços realmente flexíveis). Por exemplo, o sling de argola é geralmente usado com o bebê na vertical com a barriga contra o seu peito(posição barriga com barriga), da mesma maneira que você o carrega no colo, ou com o bebê numa posição diagonal ao seu corpo semelhante a que você usa para amamentar ou deitar ele no colo. As mesmas posições são as preferidas nos carregadores - wrap, mei tai e pouch. Mais …

Posicionamento no Wrap Sling

Uma amarração errada do Wrap Sling também pode fazer mal ao desenvolvimento da região coxo-femural do bebê. Lembre-se: A pressão do peso do bebê deve estar sempre na região do bumbum, nunca na virilha. Um bom assento de sling, aquele que promove a posição correta pode ser conseguido esticando o tecido de uma dobra do joelho a outra. Boas slingadas nesse final de semana a todos!