Pular para o conteúdo principal

Da Série: O meu sling é seguro?

Tenho ouvido muitas dúvidas a respeito da segurança do sling.
Eu trabalho apenas com o Wrap e indico mais ele pela forma  que é distribuído o peso do bebê junto ao corpo da mãe.
Mas, o Pouch e o Ring também são queridos por muitas mães e pais, por diversos motivos.

O importante de tudo é saber, independente do modelo, se é seguro ou não.
E o que fazer para usar e abusar da segurança dele, utilizando da forma correta.

Qualquer sling deve segurar seu bebê da mesma maneira que você seguraria em seus braços ( os carregadores que usamos nas costas saõ uma excecção, a não ser que você tenha braços realmente flexíveis).
Por exemplo, o sling de argola é geralmente usado com o bebê na vertical com a barriga contra o seu peito(posição barriga com barriga), da mesma maneira que você o carrega no colo, ou com o bebê numa posição diagonal ao seu corpo semelhante a que você usa para amamentar ou deitar ele no colo. As mesmas posições são as preferidas nos carregadores - wrap, mei tai e pouch.
Mais uma vez, essas posições embora necessitem de alguma prática, são possíveis em qualquer sling que seja seguro, sempre deve ser capaz de ver a cabeça e o rostinho do bebê sem ter que abrir o sling para isso, e ele deve ser capaz de respirar livremente e com facilidade, com o pescoço reto e cabeça em posição neutra(não encostando o queixo no peito).

O que você não deve fazer é carregar o bebê numa posição horizontal contra o seu quadril ou esmagado embaixo dos seus seios, mas é o que alguns carregadores forçam a fazer. eles podem ter uma abertura com elástico, uma secção triangular e uma base rígida. As vezes para criar uma falsa segurança, ele vem com cintos para manter o bebê na posição correta. Esses carregadores são conhecidos como "baby bags" ou "sling bags" e apresentam falhas no seu projeto.

Fiquem atentos para isso...
Não se baseiem no "bonitinho" , no "transado", no "maneiro"!!!
Preocupem-se com a segurança e conforto de quem vai carregar e principalmente do bebê!
Até o próxima!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tapa Pipi? O que é isso?

Ah! Quando eu vi esse negócio, pensei porque não tinha isso quando meu filho era pequeno?

É a descoberta do século!!! (Brincadeira, outras descobertas são bem mais importantes)

Mas, é coisa de gênio!




Sabe quando, você mãe de menino, vai efetuar a troca de fralda no consultório médico, e o gurizinho mira bem no meio da sua roupa?  Seus problemas acabaram!!!
Chegou o tapa pipi.  Já deixa no jeito. Tirou a parte da frente da fralda, já põe esse chapeuzinho no pipi do guri. Se ele fizer xixi, molha só o tapa pipi. Daí, é só guardar num saquinho plástico, chegar em casa, lavar com sabão neutro e pronto... coloca na bolsa dele outra vez...porque, sim... você vai precisar novamente!


Urso "Memória do bebê"

Estive sumida, mas cheguei com novidade!
Bebês crescem rápido perdendo as roupas. Doe o que puder, mas no caso de nossos filhos, sempre separamos uma roupinha que foi especial de alguma forma ou em algum momento. A última novidade é transformar essa roupa especial em urso de recordação ou “memory bears” como são chamados no exterior. Separe o seu! Pode ser um macacão ( mangas e pernas compridas) ou um conjunto de blusa e calça comprida. Não pode ser de malha de tricô, porque desfia. Essa ideia é bem legal e  é uma forma de transformar e reutilizar a roupinha preferida do seu filho, transformando-a num fiel amigo ou utilizado para a decoração do quarto.







Memory bear - Um carinho especial

Bebês crescem rápido perdendo as roupas. Doe o que puder, mas no caso de nossos filhos, sempre separamos uma roupinha que foi especial de alguma forma ou em algum momento. A última novidade é transformar essa roupa especial em urso de recordação ou “memory bears” como são chamados no exterior.
Separe o seu! Pode ser um macacão ( mangas e pernas compridas) ou um conjunto de blusa e calça comprida. Não pode ser de malha de tricô, porque desfia.
Essa ideia é bem legal e é uma forma de transformar e reutilizar a roupinha preferida do seu filho, transformando-a num fiel amigo ou utilizado para a decoração do quarto.
(fotos ilustrativas)